segunda-feira, 11 de maio de 2009

O romantismo, estará presente nos nossos dias?

O romantismo, estará presente nos nossos dias?! Haverá amor ainda hoje, presente, com sinceridade? Todos temos uma opinião diferente sobre o assunto. Ainda hoje se vive um pouco de um amor intenso, mas pouco existe…
E o romantismo ainda existirá? Acho que o romantismo passou a ser radical…
Todas as pessoas têm mentalidades diferentes, pois umas pensam de uma maneira e outras de outra. Mas como termos nós certezas do que é, se a nossa gente diz coisas diferentes?!
Por outro lado, o romantismo ainda existirá? Pergunta não respondida atrás, mas, na minha opinião, ele existe, nem que seje o mínimo possível, mas existe, se quisermos ver, existe…
E o amor verdadeiro, existe ou ainda está para vir?
Existem várias maneiras de vermos o amor, há amor de pais e filhos, esse amor na maioria dos casos é vivido com intensidade e sinceridade, é um amor bonito…Por outro lado, há o amor entre marido e mulher que em certos casais existe, eu acredito que sim, mas e entre namorados?!
Pois…Acho que sim, mas às vezes tem-se receio de acreditar que sim.
E a educação que hoje se recebe? É boa ou não?
Será a mesma que se vivia antigamente?!
Acho que não. A educação é mais radical do que tradicional, pois, em tempos passados, o filho tinha respeito pelos seus pais, principalmente, mas também pelos seus familiares e as próprias pessoas que via na rua, mas e agora será igual?!
Não!
Hoje a maioria das pessoas é cínica. Passam por outras, suas conhecidas, e são capazes de se rir do mal delas. Hoje em dia já não existe “ajudar o próximo”, mas sim “quanto mais mal te poder fazer melhor”, mas pergunto-me se isto ira mudar? Fica uma pergunta sem resposta que ninguém poderá responder…
Mas será preciso tanta coisa?
Aqui esta o velho ditado presente, “só vivemos dois dias e um já vai a meio”. Será preciso que toda esta inveja e maldade existam?
Eu acho que não…
Acho que devemos respeitar a opinião dos outros e aceitá-los da maneira que são, pois todos somos iguais…

Mélanie, 11.ºCHLH

Sem comentários: